Ad
Home Últimas Notícias Ipasgo registra recorde de autorizações para RT-PCR

Demanda do último mês foi a maior de todo o período da pandemia. Em comparação com dezembro, Instituto registra aumento de 521%. Para garantir rapidez no atendimento a usuários, Ipasgo reforça equipes e adota novas ações de análise

Publicado: 15.02.2022

Foto: Ipasgo

O Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) garantiu, por meio da rede credenciada, a realização de 30.363 testes RT-PCR para a detecção da Covid-19, no último mês de janeiro. O número representa um aumento de 521% em comparação com a demanda de dezembro, quando foram realizados 4.889 exames. O total de testes no início deste ano representa ainda um aumento de 222% em relação à média mensal de autorizações do procedimento ao longo de 2021.

O levantamento do Ipasgo também aponta que a procura pelo teste em janeiro foi maior do que no auge da segunda onda da pandemia, no ano passado. Em março de 2021, o Instituto viabilizou a realização de 15.684 exames. Já no começo de 2022, as solicitações tiveram alta de 93%.

Diante da grande procura, o Instituto ampliou a equipe responsável pela análise dos pedidos na Auditoria Médica e adotou novos métodos de avaliações, possibilitando, inclusive, a liberação automática para o teste. Apenas as solicitações em repetição passaram a ser conferidas.

Pelo Ipasgo, os beneficiários podem ter acesso ao exame em 130 unidades conveniadas em todo o Estado de Goiás, que atendem crianças e adultos. Para realizar o teste RT-PCR, os usuários precisam passar primeiro por avaliação médica e, na sequência, o prestador de serviço faz o cadastro do pedido no sistema do Instituto.

Testes e prevenção

Em parceria com o Instituto, desde o último mês, hospitais, clínicas e laboratórios da rede prestadora buscam ofertar atendimento eficiente e seguro aos usuários, com a ampliação da capacidade de assistência. Para o presidente do Ipasgo, Leonardo Lobo, a iniciativa possibilitou o acolhimento da demanda expressiva em janeiro. “Esse foi o maior número de testes que registramos em todo o período da pandemia de Covid-19. Para garantir o exame aos nossos beneficiários houve um grande esforço, que está sendo mantido para melhor atendê-los”, afirma o presidente.

O diretor de Assistência ao Servidor do Ipasgo, Guillermo Sócrates, também médico infectologista, destaca que o Instituto compreende a importância da testagem como estratégia para evitar a disseminação da doença. “O diagnóstico para Covid-19 é fundamental. Contudo, é preciso ressaltar que o controle da pandemia passa pela manutenção dos comportamentos de proteção”, diz.

O infectologista enfatiza a importância do cumprimento dos protocolos de segurança sanitária, que evitam a contaminação pela doença, reduzindo os riscos relacionados à infecção.

“Como consequência, diminui a busca por diagnósticos. Diante deste cenário, algumas situações que geram desperdício também precisam ser evitadas, entre elas a realização do exame sem história epidemiológica compatível. Isso ocorre quando a testagem é feita sem indicação médica”, explica o diretor.

Fonte: Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) – Governo de Goiás. 

Deixe um comentário