Image
Home Últimas Notícias Protesto de sindicalistas deixa passageiros sem ônibus, em Goiânia

Um protesto das centrais sindicais paralisou os ônibus da Metrobus, na manhã desta sexta-feira (29/05), em Goiânia. Os passageiros foram surpreendidos pela paralisação, que foi desencadeada sem aviso, já a partir das 4 horas da manhã. Eles chegam nos terminais, mas não conseguem sair, já que o grande eixo de escoamento é pela Avenida Anhanguera.

A manifestação é contra a ampliação dos contratos de terceirização no mercado de trabalho. Ainda de acordo com a RMTC, não há greve de motoristas. As linhas estão sendo afetadas por manifestantes impedindo o funcionamento do Eixo Anhanguera. A linha 283, Senador Canedo/Terminal Praça da Bíblia, é reforçada para garantir o atendimento para quem vem para a capital. Por volta das 7h30 começaram a chegar de volta aos terminais. A normalização do serviço é aguardada para breve.

A Rede Metropolitana de Transporte Coletivo emitiu nota em que afirma que apenas as linhas do Eixo Anhanguera foram afetadas pela manifestação, que provocou a paralisação do transporte feito pela Metrobus nas primeiras horas da manhã dessa sexta-feira. Os ônibus já voltaram a circular.

A RMTC garante que as demais viagens sob sua responsabilidade, fora do Eixo, estão sendo realizadas normalmente. A nota reforça ainda que não há greve de motoristas, mas um movimento nacional de centrais sindicais que está afetando o transporte público em várias cidades brasileiras.

“Nossa Central de Controle Operacional está fazendo o possível para atender os nossos clientes e minimizar os impactos negativos dessa situação, inclusive reforçando as linhas alimentadoras que passam pelo Eixo Anhanguera”, diz o comunicado. A RMTC sugere que os passageiros acessem seu site (rmtcgoiania.com.br) ou aplicativos Moovit e GynBus para planejar suas rotas.

Deixe um comentário