Home Esportes Anápolis está na rota da Tocha Olímpica Rio 2016

Depois dos brasilienses, anapolinos serão os primeiros a ter contato com a chama olímpica: largada será em abril, e lista contempla 83 cidades que integrarão a jornada da Tocha

Da Redação

Anápolis está confirmada no Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016. O Comitê Organizador dos Jogos anunciou em Brasília nesta sexta-feira (3), a lista das primeiras 83 cidades que integrarão a jornada da chama Olímpica pelo país. O prefeito João Gomes e o secretário municipal de Esportes e Lazer, Ademir Marinho, acompanharam a cerimônia de divulgação do roteiro que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff, do presidente do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, do ministro do Esporte, George Hilton, governadores, entre outras autoridades e atletas olímpicos como os ex-jogadores de vôlei Bernard Rajzman, Paulo André Jukoski (Paulão) e Leila Barros, e o iatista Torben Grael.

As 83 cidades anunciadas indicamos destinos finais da chama Olímpica para cada dia do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016, com exceção dos dias em que houver paradas técnicas ou momentos especiais de imagem. Também foi confirmado que a jornada da Chama Olímpica no Brasil começará em data ainda a ser decidida, entre abril e maio de 2016. Depois da capital federal, Anápolis será a primeira cidade a receber a Tocha.

Para o prefeito João Gomes, receber a Tocha em Anápolis é uma honra e um reconhecimento de como a cidade vem se desenvolvendo, principalmente, no esporte. “É como se estivéssemos recebendo um presente por tudo que fazemos pelo esporte. Investimos muito nesse setor e, agora, é como receber um pedaço dos Jogos Olímpicos”, ressaltou. Ele ainda completou que a cidade vai se preparar para receber esse símbolo. “Anápolis vai fazer história nesse revezamento. Mostraremos a nossa receptividade, o calor do nosso povo e nossa paixão pelo esporte”, acrescentou.

O Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 vai durar entre 90 e 100 dias após a tradicional cerimônia de acendimento da chama Olímpica na cidade grega de Olímpia, berço dos Jogos da Antiguidade. Serão em torno de 12.000 condutores da tocha e a chama percorrerá cerca de 20.000 quilômetros por estradas e ruas brasileiras e 10.000 milhas aéreas.

O Revezamento da Tocha Olímpica se encerrará no dia 5 de agosto de 2016, quando o último condutor da tocha acenderá a Pira Olímpica durante a cerimônia de abertura dos Jogos, no Estádio do Maracanã. Os destinos finais para cada dia foram escolhidos para que a rota pudesse atingir o maior número possível de brasileiros dentro da duração estimada do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016.

A lista completa das cidades que receberão o Revezamento da Tocha Olímpica será revelada no início do ano que vem. Esse encontro da tradicional Chama Olímpica com o calor humano do povo brasileiro vai alcançar em torno de 90% da população do país em cerca de 300 cidades de todos os 26 estados do Brasil, além do Distrito Federal.

Ao longo dos próximos dois meses, o Comitê Organizador dos Jogos e os Patrocinadores Oficiais do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 (Coca-Cola, Nissan e Bradesco), anunciarão suas campanhas públicas para selecionar em todo o Brasil aqueles que terão o privilégio de conduzir a Chama Olímpica.

Chama percorrerá 300 cidades e 20 mil km

O Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 é realizado pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e patrocinado por Coca-Cola, Nissan e Bradesco. Os governos federal, além dos estados e municípios por onde a chama passará, são parceiros na organização, garantindo que os serviços públicos necessários sejam oferecidos.

A data da cerimônia de acendimento em Olímpia e da chegada da chama a Brasília ainda será definida, mas depois de aterrissar no Brasil, a chama:

– Viajará o país por cerca de 90 a 100 dias

– Percorrerá em torno de 300 cidades dos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal

– Percorrerá cerca de 20.000 quilômetros por estradas e ruas do país

– Viajará em torno de 10.000 milhas aéreas, no trecho entre Teresina e Campo Grande

– Será carregada por cerca de 12 mil condutores da tocha, em trechos aproximados de 200 metros cada

– Atingirá 90% da população brasileira

Deixe um comentário