Home Opinião O colapso do clima | por Orisvaldo Pires

Nem é preciso ser expert em climatologia para entender que algo muito sério está acontecendo com o planeta. No passado, a gente acompanhava notícias das catástrofes do clima apenas pela televisão. Agora elas estão bem perto de nós. E cada vez mais fortes e impactantes. O globo terrestre está cobrando a conta de tantas agressões sofridas ao longo dos tempos.

O pior é que todos os dias assistimos a destruição da natureza, das mais diversas formas, e não conseguimos tomar qualquer providência para parar com as agressões ao planeta. Ao longo das décadas desmatar imensas áreas verdes, em nome do dinheiro e do poder,acobertado pela prática política corrupta que se alastra pelo mundo, se tornou algo comum, que não comove mais as pessoas. Assim como despejar toneladas e toneladas de fumaça no ar, que cria um efeito que desajusta a harmonia entre a entrada da radiação solar e a evaporação das águas dos oceanos.

Lembra-se do tsunami no Oceano Índico em 2004, de magnitude 9,1, que atingiu a indonésia? Pois é. Agora entendemos que não era um fato isolado. As causas vão desde os aspectos naturais, como a movimentação das placas tectônicas sob os oceanos, até as provocações do homem, como testes com detonações de bombas nucleares sobre as águas.

Os terremotos e maremotos, que se transformam em tsunamis, tornam-se cada vez mais comuns em várias regiões do mundo. Outro dia as águas do Atlântico recuaram em até centenas de metros na costa do Uruguai e ao longo do litoral sul do Brasil. Algo jamais visto com a magnitude do ocorrido. Sem contar a loucura que se tornaram as estações do clima, com períodos mais duradouros de seca desértica e, em outras regiões, inundações destruidoras.

E, por fim, os furacões que neste momento devastam na região do Caribe e no sul da Flórida, nos Estados Unidos. Em toda a história, o mais forte já registrado no Atlântico. Em várias regiões do mundo aceleram as ocorrências de terremotos. Vulcões há séculos adormecidos estão em processo de despertar. O ar cada dia é mais poluído e difícil de respirar. É fácil perceber que mudanças sérias ocorrem com nosso planeta. Temos que acordar, pois o tempo de reação está cada dia menor.

Deixe um comentário