Ad
Home Destaques Prefeitura de Anápolis gastará mais de R$ 120 mil reais com viagem...

Publicado: 05.11.2021

Da Redação

 O JE recebeu a informação de que uma comitiva da prefeitura fará viagem à Barcelona, a comitiva inclui o prefeito Roberto Naves, a secretária de educação Eerizania Eneas de Freitas, e mais dois funcionários da Secom.

Em meio a polêmicas na saúde pública municipal por alegações de que a administração estaria com falhas no fornecimento de EPIs e manutenção de equipamentos hospitalares, e a não convocação dos médicos aprovados em concurso, priorizando a contratação via credenciamento, salários defasados – o salário do médico concursado atual é praticamente a metade do valor pago para um médico credenciado. Além da mais recente polêmica em relação ao Hospital Municipal Alfredo Abrahão, onde foram apontadas irregularidades no processo de escolha da Organização Social (OS) que administrará a unidade.

De acordo com o TCM (Tribunal de Contas do Município), no processso existe “afronta aos princípios da transparência e da publicidade, com insuficiência de informações para o adequado controle externo e social: a Administração Pública de Anápolis não proporcionou a devida publicidade para o procedimento de contratação em análise. A colheita de informações restou prejudicada no Portal da Transparência, razão pela qual foram expedidos ofícios de requisição de documentos”.

O evento que contará com a presença de Naves é chamado Smart City Expo World Congress (SCEWC 2021) será realizado entre os dias 16 a 18 de novembro na cidade de Barcelona. De acordo com o site oficial do evento, o mesmo será realizado de forma híbrida, ou seja, semipresencial, ainda assim a prefeitura de Anápolis desembolsará algo em torno de R$ 128 mil reais apenas com diárias de hotéis para participar do evento, segundo consta o portal da transparência.

Em meio aos problemas no sistema de saúde e retomada da economia com avanço da vacinação, com a possibilidade de participar do evento de forma remota, é justificável gasto de mais de R$ 100 mil reais em um evento chamado Cidade Inteligente? É no mínimo irônico o nome do evento, se comparado com a decisão tomada pelo prefeito municipal. Diante da situação que passa o município, seria essa a decisão mais inteligente?

Deixe um comentário