Ad
Home Destaques Galeria Antônio Sibasolly apresenta a mostra “Espaço Limítrofe”

O artista plástico Evandro Soares abriu a exposição “Espaço Limítrofe” na Galeria  de Artes Antônio Sibasolly no último dia 3 de outubro e, agora, ela pode ser visitada até o próximo dia 23. O artista goaniense disponibilizou 15 trabalhos de variados formatos e técnicas, incluindo interferências nas paredes da Galeria. O ferro é a matéria-prima que ele utiliza para criar seus desenhos/esculturas moldadas com soldas, martelos e serras. O que muitas vezes era descartado passou a se transformar em arte. Evandro, desta forma, conseguiu conciliar o trabalho de serralheiro com a produção artística e, hoje, reconhecido no cenário artístico nacional pode se dedicar mais integralmente ao processo criativo.

O artista visual e curador independente Divino Sobral afirma que Evandro Soares conecta o saber popular com questões da arte contemporânea, liga sua longa experiência em serralheria (que confere à sua produção qualidade técnica irrepreensível) ao frescor com que trata as questões que advêm dos códigos construtivistas, minimalistas e até mesmo do design e da arquitetura. Segundo Sobral,  “o artista manobra e expande o conceito de desenho entre os espaços bidimensional e tridimensional, entre a forma inscrita sobre o suporte e a projeção para fora dele”.

O espaço é o grande motivo da obra de Evandro Soares que surpreende pela inteligência plástica das estruturas de pequenos espaços dentro de pequenos espaços, de escadas que acessam escadas ou que dão em mundos subjetivos, destaca Divino Sobral. Ganhador de diversos prêmios, como “Projeto Solo” – Feira Artigo Rio 2015; Situações Brasília – Prêmio de Arte Contemporânea do Distrito Federal 2014, 19º Salão de Anapolino de Artes em julho de 2013, Evandro também foi premiado pela 11ª Bienal Naifis do Brasil.

Também se destacam o Prêmio SESI de Arte e criatividade, conquistados por dois anos seguidos. Participou de quatro edições da Casa Cor em Goiás e obteve o prêmio Seleção da Fundação Jaime Câmara: Nova Arte de Goiás. Suas obras já foram vistas no circuito internacional “Criadores do Brasil”, com o apoio do Itamaraty, passando por Londres, Lisboa, Madri, Viena e Roma.

A mostra “Espaço Limítrofe” é subsidiada pelo Fundo Estadual de Cultura, tem a curadoria de Gilmar Camilo e produção de Malu da Cunha.

(Com Prefeitura de Anápolis)

Deixe um comentário