A Força Aérea Brasileira (FAB) informou nesta quarta-feira (3/6) que a aeronave desaparecida, desde a semana passada no interior do Amazonas, foi encontrada. O helicóptero seguia de aldeia indígena de Pentiaquinho, no município de Atalaia do Norte, para Tabatinga, no Amazonas. De acordo com a FAB, não “há indícios de sobreviventes até o momento”.
O helicóptero modelo AS 355N, de propriedade da empresa Moreto Táxi Aéreo, desapareceu no fim da tarde de sexta-feira (29). O serviço de táxi havia sido contratado pela Secretaria Especial de Saúde Indígena, do Ministério da Saúde, para remoção de pacientes da aldeia. Cinco pessoas estavam a bordo: três moradores da comunidade, o piloto e uma enfermeira.
Ainda não se sabe o que motivou o acidente, mas a FAB disse já ter deslocado para o local uma equipe do 7º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VII) para iniciar as investigações.
De acordo com o advogado da Moreto Táxi Aéreo, Georges Ferreira, a empresa também não apresentou h
4000
ipóteses sobre o que teria provocado o acidente, mas disse que a empresa vai colaborar com as investigações e já está repassando ao Seripa VII todas as informações a respeito da aeronave. “Ainda não há nenhum fato a ser colocado como causador do acidente. A aeronave estava navegável e com as revisões em dia”, disse.
Durante as buscas, a FAB sobrevoou a região por 60 horas cobrindo uma área de 4.315 quilômetros quadrados. Trinta militares trabalharam diretamente nas buscas em duas aeronaves: um helicóptero H-60 Black Hawk e um Hércules C-130.
Também participaram das buscas dois cachorros da raça labrador, oito bombeiros da capital e homens do 8º Batalhão de Infantaria de Selva, do Corpo de Bombeiros de Tabatinga e da Polícia Militar, além de agentes da Defesa Civil.
 (Agência Brasil)

Deixe um comentário