Home Opinião Após a campanha, o interesse do povo | por Orisvaldo Pires

A campanha eleitoral de 2016 em Anápolis foi apimentada. Tanto no primeiro quanto no segundo turno. As críticas foram contundentes entre os candidatos e, em vários momentos, deixou de abranger apenas as ideias e formas de gestão, para invadir o campo pessoal. Os nervos à flor da pele ficaram caracterizados não apenas no ambiente dos candidatos, mas também dos apoiadores. Nas redes sociais as relações pegaram fogo. A campanha de segundo turno manteve o clima crítico e, em alguns momentos, ásperos.

O histórico dos processos eleitorais acirrados em Anápolislevava a imaginar que, após o pleito, resquícios deste relacionamento conturbado poderiam permanecer. A transição entre a gestão João Gomes e a equipe do prefeito eleito, Roberto Naves, era cercada de expectativa. Poucos podiam afirmar de forma contundente como se daria este momento. Embora os mais próximos de Gomes e Naves dissessem acreditar no perfil ético e cívico de ambos.

A pergunta era: ao final das eleições, a campanha vai ficar para trás e os interesses da cidade falarão mais alto? A resposta aconteceu ainda na noite do dia 30 de outubro, quando o prefeito João Gomes telefonou a Roberto Naves, cumprimentando-o pela vitória nas urnas e se colocando à disposição para colaborar com o sucesso da próxima administração. Em sua primeira entrevista após o resultado das urnas Roberto Naves fez questão de destacar o compromisso de João Gomes com o bem da cidade. E vice-versa.

A interação e a relação republicana entre a equipe de transição formada por Roberto Naves e o grupo constituído por João Gomes reforçou na prática o que o prefeito atual e o prefeito eleito disseram à imprensa. E, para eliminar quaisquer outras dúvidas sobre a relação de cordialidade, o encontro de ambos na manhã de quinta-feira (17) deixou tudo sobre pratos limpos. A reunião com duração de cinco horas deu o tom do processo de transição, que deve ser coordenado pelos próprios prefeitos.

No seminário de práticas legislativas, promovido pela Câmara Municipal nesta sexta-feira (18) como forma de orientar os novos vereadores, João Gomes e Roberto Naves, convidados ilustres, praticamente firmaram um pacto de cooperação, pelo bem de Anápolis. Postura altruísta e despojada de dois homens públicos que buscam construir sua própria história na política anapolina e goiana. E que, satisfatoriamente, planejam cumprir esta caminhada com olhos voltados à melhoria da qualidade de vida do povo.

Deixe um comentário