Ad
Home Destaques Prefeitura concede bolsa de ensino superior a 171 estudantes pelo GraduAção

Assinatura do Termo de Compromisso aconteceu neste domingo, 8, no auditório do Colégio Couto Magalhães

Na manhã deste domingo, 8, no auditório Richard Edward Senn, do Colégio Couto Magalhães, aconteceu a assinatura do Termo de Compromisso, que entre si celebraram a Prefeitura de Anápolis, as instituições de ensino superior e os 171 bolsistas contemplados pelo programa Graduação. O documento determina as normas do benefício e as obrigações do acadêmico, dentre elas a frequência escolar e o desempenho, para a manutenção no programa.

O ‘Graduação’ foi lançado em julho deste ano pelo prefeito Roberto Naves com o objetivo de possibilitar a estudantes de baixo poder aquisitivo o acesso ao Ensino Superior, incentivar a permanência, viabilizar o retorno de jovens e adultos às faculdades e reduzir o índice de evasão nos cursos superiores, de modo a ampliar o número de profissionais com formação acadêmica.

Durante a solenidade de assinatura do termo, um dos representantes das universidades, o reitor da Unievangélica, Carlos Hassel Mendes, disse ser um momento histórico na cidade de Anápolis. “Esse resgate do seu compromisso (Roberto), compromisso de campanha com a bolsa graduação, merece todo reconhecimento. Essa atitude vem para melhorar a vida de muitas famílias”, ressaltou.

O prefeito Roberto Naves falou sobre sua trajetória de vida e destacou a importância de acreditar nos sonhos e batalhar por eles. “O GraduAção é um programa que dá condições para que vocês não abandonem suas faculdades e se dediquem ao curso com afinco para realizar os seus sonhos”, disse Roberto.

No total, 171 estudantes assinaram o termo de compromisso na manhã deste domingo, sendo 99 integrais e 72 parciais. O estudante do segundo período de Medicina da UniEvangélica, José Antônio, agradeceu ao prefeito Roberto Naves com lágrimas nos olhos. “Agradeço a iniciativa do prefeito. Atitudes como essa que fazem a mudança tanto na nossa vida, quanto na política, uma mudança no contexto geral”. E ainda enfatiza. “Sem a bolsa eu não ia conseguir estudar, eu sou realmente baixa renda, e para um estudante pobre, Medicina parece uma grande ambição, só que pra mim é um sonho, e graças a esse programa vou conseguir realizar meu curso”, afirmou o jovem.

Graduação
Durante quatro meses, a equipe do programa Graduação realizou a seleção dos bolsistas. A primeira etapa consistiu em cadastro de formulário eletrônico; em seguida a entrevista para análise das informações cadastradas e de documentos comprobatórios. A última fase foi a visita das técnicas da Assistência Social às residências dos inscritos.

Foram contemplados com as bolsas integrais, conforme a Lei nº 4.020 que criou e instituiu o programa Graduação, as famílias que recebem até três salários mínimos. Aquelas que recebem até seis salários mínimos foram contempladas com as bolsas parciais, em que o valor do benefício varia de acordo com a média escolar do aluno. Destas bolsas dez são exclusivas para o curso de Medicina.

 

Deixe um comentário