Ad
Home Últimas Notícias Reunião no MP debate maneiras de amparar pessoas em situação de rua...

No dia 3 de agosto, representantes do Movimento dos Moradores de Rua, da Casa de Atendimento aos Moradores de Rua, da Polícia Civil, da Prefeitura de Anápolis e do Ministério Público se reuniram para discutir a situação dos moradores de rua na cidade.

Estiveram presentes o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Francisco Ferreira Rosa; o delegado geral da Polícia Civil, Fábio Vilela; a coordenadora de Saúde Mental em Anápolis, Marinalva Ribeiro Neto Almeida; e os representantes da Casa de Atendimento aos Moradores de Rua (Centro Pop), Maurício Rodrigues da Silva; e do Movimento dos Moradores de Rua, Kamila Vidal Veiga.

Um dos principais pontos levantado foi a necessidade de se tomar providências para a ampliação do prazo de permanência no Albergue Bom Samaritano. Hoje quem chega ao albergue pode conseguir abrigo por no máximo três dias consecutivos e o abrigo não aceita entrada em finais de semana ou durante a noite. Isso faz com que após o período de três dias os acolhidos voltem à situação de rua.

Outra questão relevante discutida foi a possibilidade de transformar o espaço conhecido como “Matinha” para a construção de outro local de abrigo para as pessoas em situação de rua. Para isso deverá ser feito um estudo quantitativo desses cidadãos. Também foi discutida a necessidade de um cadastro social das pessoas em situação de rua.

As novas regras do albergue e os dados do estudo deverão ser apresentados na próxima reunião, que está marcada para o dia 30 de agosto.

Deixe um comentário