Home Cidades Saneago promete sistema de emergência para conter seca

Reunião Saneago

Proposta é construir adutora de quatro quilômetros para jogar água do Capivari no sistema Piancó em momentos mais críticos

 LUIZ EDUARDO ROSA

Uma reunião na sexta-feira (15), entre o prefeito João Gomes (PT) e o presidente da Saneago, José Taveira, em Anápolis, tratou de ajustes e projetos para melhorar o abastecimento de água na cidade, principalmente no período de estiagem. “No ano passado, o grande problema foi o uso indevido de nossos mananciais, gerando a falta de água para ser tratada e enviada à população”, comentou o prefeito João Gomes.

Taveira trouxe toda a diretoria para o encontro com o prefeito. A principal proposta foi a criação de uma adutora de quatro quilômetros para se utilizar a água do Capivari em momentos críticos. “Essa captação auxiliar vai auxiliar a cidade em momentos de estiagem”, explicou o presidente da Saneago.

Com o acréscimo da água do Capivari no sistema Piancó, será possível manter a vazão na ETA (Estação de Tratamento de Água) de 300 litros por segundo. A obra será realizada em caráter emergencial e terá o prazo inicial de conclusão para julho deste ano. A solução poderá atender o município em momentos de seca durante pelo menos cinco anos.

Técnicos da Saneago informaram que existe uma verba de R$ 90 milhões para construir esgoto em setores da cidade que não contam com o benefício. A ideia é tentar remanejar 25% desse montante para completar o saneamento básico de bairros com poucas ruas sem rede. “Poderíamos aumentar a área de alcance da nossa rede”, disse José Taveira.

A preservação da bacia do Piancó também foi abordada no encontro. O presidente da Saneago disse que é preciso coibir a criação de animais às margens do principal córrego para abastecimento público de Anápolis.

Economia

A cobertura de abastecimento de água e esgoto vem impactando o mercado imobiliário e também a construção civil, segundo declarações do prefeito João Gomes. O prefeito propôs à Saneago uma medida para aproximar o diálogo dos empreendimentos imobiliários e de construção de casas populares.

“Propus que a partir de então a cada empreendimento que vier à cidade, o prefeito e a representação da Saneago tenha reunião com o empreendedor do projeto para haver um melhor atendimento dos serviços público”, afirmou João Gomes.

O prefeito apontou que o abastecimento de água tem correlação direta com a situação econômica atual. “Sem a cobertura adequada de esgoto e água os empreendimentos imobiliários não acontecem e com isso, vamos desacelerando cada vez mais o setor de construção civil”, pontuou João. (Com reportagem de Ana Clara Itagiba)

 

FALTARÁ ÁGUA NO DIA 19

A Saneago anunciou que na próxima terça-feira, dia 19 de abril, o abastecimento de todos os bairros de Anápolis que são atendidos pelo sistema Piancó (80% da cidade) será suspenso por dez horas.

A suspensão será para a substituição de uma peça da captação, que deve ser concluída às 15h. A previsão é que a retomada do abastecimento aconteça durante a noite.

A gerente da Saneago Tânia Valeriano pede a colaboração dos moradores dos bairros atingidos, para que façam uso racional da água. A previsão é que o sistema só volte ao normal na madrugada de quarta-feira (20).

Deixe um comentário