Home Política Anápolis tem sete candidatos a prefeito; três reúnem 25 siglas

Os candidatos a prefeito João Gomes (PT) e Roberto Naves (PTB) acabaram conseguindo reunir as maiores alianças para a disputa em Anápolis. O petista, que tentará a reeleição, vai para a campanha com um arco de apoio composto por 11 partidos. Já o petebista terá ao seu lado nove siglas. O tucano Carlos Antonio aparecerá para o eleitor com uma coligação composta por cinco partidos. Quatro concorrentes – José de Lima, Pedro Canedo, Valeriano Abreu e Ernani de Paula – vão de chapa puro-sangue.

MARCOS VIEIRA

Os candidatos a prefeito João Gomes (PT) e Roberto Naves (PTB) acabaram conseguindo reunir as maiores alianças para a disputa em Anápolis. O petista, que tentará a reeleição, vai para a campanha com um arco de apoio composto por 11 partidos. Já o petebista terá ao seu lado nove siglas. O tucano Carlos Antonio aparecerá para o eleitor com uma coligação composta por cinco partidos. Quatro concorrentes – José de Lima, Pedro Canedo, Valeriano Abreu e Ernani de Paula – vão de chapa puro-sangue.

Até o fechamento desta edição, na sexta-feira (5), último dia para as convenções partidárias, não tinha se definido o PTC. Outro cotado para entrar na disputa, o PSOL, não apresentou candidato a prefeito ou mesmo a vereador.

O candidato a prefeito Carlos Antonio, deputado estadual, tem como vice-prefeito o pastor e suplente de deputado estadual Elismar Veiga, do PHS. Fazem parte ainda da coligação o PRTB, o PSL e o PEN.

O ex-prefeito Ernani de Paula (PSDC) flertou com vários candidatos, mas acabou mesmo indo para a disputa majoritária ao lado de uma companheira de partido, Neusa Melo.

O atual prefeito, João Gomes (PT), candidato à reeleição, definiu ainda no início da semana que seu companheiro de chapa seria o vereador Eli Rosa, do PMDB. Os dois terão o apoio de PPL, PCdoB, PDT, PRP, PSB, PR, PP, PMN e PTdoB.

O ex-deputado estadual José de Lima (PV) também acabou indo para a disputa eleitoral com chapa pura. Ao seu lado, como candidato a vice, está o empresário Edgar da Priscila Modas, também filiado ao Partido Verde.

O ex-deputado federal Pedro Canedo (DEM) tentará ser prefeito de Anápolis com uma chapa puro sangue. Seu vice é o vereador Miguel Marrula, também do Democratas.

O empresário Roberto Naves é o candidato a prefeito do PTB, tendo como vice o pastor Márcio Cândido (PSD). A coligação reúne também PROS, SD, PMB, REDE, PTN, PPS e PRB.

O advogado Valeriano Abreu, ex-secretário municipal de Defesa do Consumidor, é o candidato a prefeito do PSC, ao lado da odontóloga Teresa Cristina Sabag Cunha, também filiado ao Partido Social Cristão.

Os partidos têm agora prazo até dia 15 de agosto para apresentarem no cartório eleitoral o requerimento de registro dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador. A campanha está autorizada a partir do dia 16 de agosto.

Deixe um comentário