Home Destaques Sobre candidatura, vice-prefeito Márcio Cândido é ‘otimista com os pés no chão’

Vice-prefeito de Anápolis é cotado para ser vice na chapa encabeçada por José Eliton, mas reconhece dificuldade na aliança

FERNANDA MORAIS

No início dessa semana o vice-prefeito de Anápolis, Márcio Cândido (PSD), concedeu entrevista ao radialista Jairo Mendes, da Rádio Manchester AM, para falar sobre as discussões políticas que envolvem seu nome na busca por espaço na composição da chapa que tentará a reeleição do governador José Eliton (PSDB). Especula-se que existe a possibilidade de Márcio participar do pleito
como vice do tucano.

A conversa começou tímida, mas vem ganhando espaço no meio político. Márcio
Cândido avalia que se for importante para a cidade ter um companheiro de chapa do governador na condição de vice, ele estará disposto a lutar por esse espaço.

“O prefeito Roberto [Naves, PTB] tem trabalhado junto com nosso deputado federal Jovair Arantes [PTB] também com lideranças políticas, empresariais e religiosas, não só de Anápolis, mas que estão próximas a nós para que esse projeto se torne realidade”, afirmou o vice-prefeito.

Apesar de demonstrar otimismo com a possibilidade, Márcio Cândido também se mostrou consciente ao dizer que concretizar essa composição partidária será uma tarefa árdua. “Sabemos que será uma tarefa ferrenha. Têm outros partidos interessados nessa estrutura, seja para ocupar a vice de José Eliton ou para conquistar a vaga para o Senado, mas da minha parte sempre espero respostas positivas para representar a cidade nesse cenário tão importante”, pontuou.

O vice-prefeito disse que as conversas sobre a indicação da vice na chapa de José Eliton são lideradas pelo prefeito Roberto Naves. Mesmo assim ele também faz questão de acompanhar os desdobramentos de perto e avalia ter características que o colocam em vantagem em relação aos outros partidos e políticos que pleiteiam a vaga. A primeira delas, e talvez a mais importante, é o fato de ser de Anápolis.

“A política goiana passa por Anápolis e isso não pode ser deixado de lado em qualquer projeto político a nível estadual. Não se elege um governador do Estado sem passar por Anápolis”, destacou. Márcio Cândido acrescentou que o seu partido, o PSD, tem representação nacional muito forte, o que favorece a campanha política no que diz respeito à conquista de espaço para propaganda eleitoral tanto no rádio quanto na TV. “E ainda coloco aqui a nossa representação no segmento evangélico. Claro que estamos além disso, não fazemos política religiosa, mas estou junto ao segmento evangélico que é importante e forte na cidade”, considerou.

Por fim o vice-prefeito falou sobre o envolvimento do PSD nas conversações. “Meu partido também tem as suas decisões, estamos trabalhando a ideia com Vilmar Rocha e também com os candidatos a deputados estaduais e federais. O partido tem sua estrutura, outros nomes podem estar interessados na vaga, como eu disse, é um pleito duro”, conclui.

Deixe um comentário