Ad
Home Últimas Notícias Abertas 220 novas vagas de emprego em Anápolis no mês de setembro

MARCOS VIEIRA

A abertura de 220 postos de trabalho em Anápolis no mês de setembro deste ano, apesar de não chegar nem perto dos dados alcançados em tempos de economia aquecida, representa um grande avanço no comparativo com o mesmo período de 2016.

Naquele momento, a cidade encerrava o nono mês do ano com o fechamento de 280 vagas de trabalho. A indústria de transformação apresentava o pior resultado no ambiente formal, ou seja, com carteira assinada: saldo de 104 demissões.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.

A indústria continuou no negativo em setembro de 2017, mas com um resultado bem menos expressivo: fechamento de 18 vagas. Garantiram o resultado positivo para Anápolis a construção civil, com 81 novos postos, e o setor de serviços, com saldo positivo de 150 vagas.

Em 2016, a construção civil apresentou perda de 97 vagas em setembro. Já o setor de serviços teve desempenho pífio: foram 832 admissões e 828 demissões, gerando saldo de apenas quatro novos postos de trabalho.

O ano passado todo foi fraco para a economia local. Nos primeiros nove meses, foram fechadas 1946 vagas de trabalho. A indústria de transformação foi a que mais demitiu, com saldo negativo de 770 postos.

Já neste ano, no acumulado do ano, são 1389 novas vagas de trabalho criadas. Entre janeiro e setembro foram admitidos 26.625 trabalhadores com carteira assinada e demitidos outros 25.236.

Comparação
Anápolis apresentou o melhor resultado na geração de emprego no mês de setembro, considerando cidades com mais de 30 mil habitantes. Aparecida de Goiânia e Morrinhos aparecem juntas na segunda posição, com 160 vagas criadas, seguidas por Goiatuba, com saldo positivo de 110 postos de trabalho, e Niquelândia, com 96.

Dentre as cinco profissões que mais admitiram estão alimentador de linha de produção, servente de pedreiro, auxiliar de escritório, vendedor do comércio varejista e faxineiro. Já os três setores da economia que mais empregaram foram: setor de serviços (150), construção civil (81) e o comércio (14).

Nacional
Já em todo o Brasil, no mês de setembro foi registrado aumento de 34.392 vagas nos postos de trabalho com carteira assinada. Este foi o sexto mês seguido em que foram abertas mais vagas de trabalho formal.

No acumulado do ano, o saldo positivo chega a 208.874 empregos, um aumento de 0,5% em relação ao estoque de empregos de 2016.

A região Nordeste novamente foi a que gerou mais postos de trabalho com 29.644 vagas. Em seguida, vêm as regiões Sul, com 10.534, e Norte, com 5.349. Já nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, houve redução nos postos, com quedas respectivas de 8.987 e 2.148 empregos.

Os destaques negativos foram o Rio de Janeiro, com redução de 4.769 vagas; Minas Gerais, com menos 4.291, e Goiás, com menos 3.493 postos.

 

Deixe um comentário