Ad
Home Últimas Notícias Justiça anula em liminar o feriado da Consciência Negra em Catalão

A Justiça determinou, liminarmente, a anulação do feriado da Consciência Negra, que é lembrado nesta sexta-feira (20/11), em Catalão, no sudeste goiano. O juiz acatou o pedido da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Catalão (ACIC-CDL), que alega prejuízos com o excesso de datas comemorativas na cidade.

A prefeitura, que havia decretado feriado municipal, informou que iria recorrer da decisão. No entanto, até a publicação desta reportagem, não havia encaminhado o recurso ao Poder Judiciário.

Proferida na segunda-feira (16/11), a decisão é do juiz Marcus Vinícius Barreto, da Vara da Fazenda de Catalão. Com a medida, comércio e bancos funcionam normalmente nesta sexta-feira. Já a administração municipal decidiu manter órgãos públicos fechados.

Presidente da Acic-CDL, Geraldo José da Silva explicou que a associação pediu a anulação da data comemorativa devido à crise econômica. Desde outubro, foram três feriados no município: Finados, Festa do Rosário e Proclamação da República.
“Nós estamos vindo pós Festa do Rosário, onde tirou muito dinheiro da cidade e a parte do comércio ficou sem trabalhar em termos de venda nesse período. E já tivemos um feriado no dia 2, outro no dia 15, e mais um feriado agora seria prolongado para sexta e sábado. Está um prejuízo para a nossa comunidade empresarial”, alegou Silva.

A decisão é polêmica na cidade. O eletricista Edriel Felipe Assunção concorda com a medida. “A gente vem enfrentando uma crise muito grande. Acho que essa crise está afetando o trabalho em si. Então, três feriados no mês é muito feriado”, disse.
Já para a camareira Josefa Eunice da Conceição deveria ser feriado. “Quem quer comprar, não é porque é feriado que não vai comprar. O feriado é para o pessoal descansar também”, pontuou.

Deixe um comentário