Ad
Home Destaques Santa Casa ajuda Prefeitura na captação de recursos para FIA

Doações superam R$ 1 milhão para projetos em defesa da infância e adolescência

Publicidade: 15.04.2022

Foto: Bruno Velasco

Nesta quarta-feira, 13, a Santa Casa de Misericórdia de Anápolis recebeu mais de R$ 1.186.994,38 por meio do Fundo da Infância e Adolescência (FIA), gerido pelo município, através da Secretaria Municipal de Integração Social, Esporte e Cultura, e fiscalizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

As doações servirão para a execução do Projeto Acolhimento que Cura, que irá beneficiar a UTI neonatal, a pediatria, a maternidade e a oncologia da Santa Casa. “Dez por cento desses recursos vão ajudar outras instituições”, explicou o prefeito de Anápolis, Roberto Naves, detalhando que o montante não será apenas para a Santa Casa. “Assinar isso me traz muita alegria. Estamos fazendo o meio de campo. Quem ganhou foi a cidade. Minha palavra hoje é: muito obrigado, Santa Casa.”

A assinatura aconteceu no Centro Administrativo e, além do prefeito, contou com a presença da primeira-dama do município, Vivian Naves, do presidente da Fundação de Assistência Social de Anápolis (FASA), Frei Carlos Antônio da Silva, do diretor geral da Santa Casa, Padre Clayton Bergamo, da secretária municipal de Integração Social, Esporte e Cultura, Andrea Lins, e da presidente do CMDCA, Márcia Beatriz Dias dos Santos.

“A Prefeitura não dá conta de fazer tudo sozinha e o prefeito Roberto Naves, desde que entrou na gestão, tem feito essas parcerias. A gente precisa das instituições sociais para chegar até a população”, ressaltou Vivian Naves, destacando a transparência e a união como chave para o sucesso das políticas públicas para melhorar a vida da população.

Para Frei Carlos, “a Santa Casa sempre foi referência de saúde em Anápolis, com setenta e cinco anos de serviço de qualidade, e essa parceria reforça isso”, avaliando que os resultados são colhidos a partir da união de esforços. “O bem maior é a população anapolina.”

Deixe um comentário