Ad
Home Editoriais Cidades Alunos da rede municipal se destacam na Olimpíada Brasileira de Astronomia

Participação da rede municipal é a melhor já registrada na competição

Fonte: Prefeitura de Anápolis

Os alunos da rede municipal de educação de Anápolis, mais uma vez, se destacaram nas competições nacionais de conhecimento. Desta vez, eles obtiveram o seu melhor desempenho na Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA). Foram 76 medalhas e três troféus na Mostra Brasileira de Foguetes. A cerimônia de entrega foi realizada no último dia 4, na Escola Presbiteriana Orvalho do Hermom. A competição é realizada desde 1998 pela Sociedade Astronômica Brasileira e pela Agência Espacial Brasileira. Tem como objetivo principal difundir o conhecimento astronômico, fomentar o interesse pela astronomia, astronáutica e ciências afins.

Neste ano, o incentivo à astronomia e a preparação para a Olimpíada se tornou um projeto institucional da Secretaria Municipal de Educação e o empenho dos gestores, coordenadores, assessoria pedagógica, professores e alunos trouxeram resultados surpreendentes. Em 2018, foram 45 escolas participantes, destas tivemos 51 medalhas distribuídas em 17 unidades. Em 2019, tivemos 58 escolas participantes, 21 unidades premiadas e alcançamos a marca de 76 medalhas.

Na Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), que é uma olimpíada inteiramente experimental e consiste em avaliar os alunos na construção e lançamento de foguetes a partir de uma base, o mais distante possível, tivemos um resultado inédito. A Escola Municipal Clóvis Guerra atingiu níveis jamais alcançados no lançamento de foguetes para Anápolis e foi selecionada para Jornada Nacional de Lançamento de Foguetes. A equipe dos alunos Pedro Antônio Braz de Lima, Maria Eduarda dos Santos Pedrosa e Gustavo Lima de Andrade registraram um lançamento com a distância de 105 metros.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Alex Martins, o sucesso da rede municipal nas competições é reflexo de um trabalho integrado dos profissionais da educação. “A astronomia desperta a curiosidade e o fascínio das crianças, por isso, incentivar suas potencialidades e motivá-los para a olimpíada trouxeram resultados bastante relevantes, não só na olimpíada, mas na difusão do conhecimento astronômico e das ciências afins entre os alunos”, disse.

 

Deixe um comentário